Efeitos do cigarro para homens e mulheres

impotencia-sexual-terra

O tabagismo causa impotência sexual no homem e, no caso das mulheres, complicações na gravidez. Além disso, ele provoca aneurismas arteriais; úlcera do aparelho digestivo; infecções respiratórias; osteoporose; trombose vascular; problemas respiratórios e redução do desempenho desportivo.

Os malefícios do fumo são maiores nas mulheres devido às peculiaridades próprias do sexo, como a gestação e o uso da pílula anticoncepcional. A mulher fumante tem um risco maior de infertilidade, câncer de colo de útero, menopausa precoce (em média 2 anos antes) e dismenorréia (sangramento irregular).

Anúncios

Exercício físico ajuda a prevenir impotência sexual

saude

Demonstrando que tudo que é benéfico para o coração é igualmente benéfico para a atividade sexual,  pesquisadores estadunitenses descobriram que um moderado exercício físico pode prevenir a impotência.

Segundo os pesquisadores, um homem de meia idade que queima ao menos 200 calorias ao dia com exercício físico – equivalente a uma caminhada de três quilômetros – reduz drasticamente o possível aparecimento de impotência.

Por mais de 9 anos o Dr. Goldstein da Boston University School of Medicine e seus colegas, seguiram cerca de 600 homens que inicialmente não tinham problemas de impotência. Eles focalizaram a atenção nos fatores de estilos de vida considerados responsáveis pela impotência – fumo, álcool, inatividade e obesidade. No final concluíram que os homens que praticavam atividade física durante os estudos de observação, tinham um baixo risco de desenvolverem a impotência.

Segundo Goldstein, o exercício físico representa uma barreira contra a impotência pela mesma razão pela qual previne ataques cardíaco. Ambas condições são relacionadas a um fluxo reduzido de sangue no órgão e o exercício ajuda a manter limpas as artérias. De fato a impotência pode representar um último alarme de doença arterial iminente, do momento em que o pênis é mais sensível em relação ao coração, a uma diminuição do fluxo sanguíneo.

Fonte: Virilplant

Cigarro causa impotência sexual

15316643

Os danos causados pelo cigarro à saúde já são amplamente conhecidos. Doenças cardiovasculares – entre elas o risco de infarto, câncer no pulmão, na laringe e na boca são algumas doenças, resultados comuns do tabagismo. Porém, o que muita gente ainda ignora é os efeitos do cigarro no risco de impotência sexual. Nos homens, esse aumento acarretado pelo tabagismo chega a 85%.

Estima-se que 10% da população masculina adulta sofra de impotência sexual. Só no Brasil, cerca de seis milhões de homens têm o problema. Também chamada de disfunção erétil, a impotência sexual é a incapacidade de iniciar e de manter uma ereção em pelo menos 50% das tentativas durante a relação sexual. Essa disfunção incapacita o homem a obter ou manter ereções suficientemente rígidas para a penetração vaginal impedindo a satisfação sexual.

Impotência tem cura?

Essa disfunção sexual masculina está relacionada a diversas doenças, e tratá-la envolve obrigatoriamente a descoberta de sua causa. Entre elas, estão os distúrbios psicológicos; as doenças hormonais (diabetes, queda de testosterona, problemas endócrinos); as doenças neurológicas (lesões na medula, mal de Alzheimer e Parkinson); as doenças vasculares, que causam entupimento das artérias e veias, prejudicando a chegada do sangue ao pênis (hipertensão arterial, aterosclerose); o consumo excessivo de medicamentos; o alcoolismo e o tabagismo.

O surgimento da impotência vai depender do consumo diário do cigarro, do tempo de tabagismo e da associação com doenças como diabetes e hipertensão. Os sinais e sintomas são claros e vão além da incapacidade de obter e manter a ereção: há redução do tamanho e da rigidez peniana; redução dos pelos corporais; atrofia ou ausência testicular; pênis deformado; doença vascular periférica; e até neuropatia (distúrbio das funções do sistema nervoso).

A impotência tem cura e o primeiro passo é o diagnóstico correto. Ou seja, após ser detectada por intermédio de um diagnóstico clínico, existirão vários recursos para tratamento

Fonte: Jornal Zero Hora

Como evitar o sedentarismo?

Você pode começar com exercício simples, como fazer caminhadas leves. Ao sair de casa você pode estacionar o seu carro a dois quarteirões antes, ou descer dois pontos de ônibus mais distantes do destino. Aproveite este percurso e de uma caminhada, este exercício já lhe trará resultados. Porém não acredite que isso lhe fará sair do grupo dos sedentários. Busque um auxílio médico e pratique os exercícios indicados com acompanhamento.

download (1)