Palestra teve repercussão na imprensa mossoroense

A palestra do urologista Hallison Castro na periferia da cidade gerou repercussão positiva na imprensa mossoroense. A colunista Soraya Vieira destacou em sua coluna no jornal Gazeta do Oeste, edição de hoje.soraya

Anúncios

Beba mais água neste verão

A correria do dia a dia que impede hábitos saudáveis à mesa, levando muita gente a optar por alimentos industrializados, com o uso do sal acima do ideal, combinado com a baixa ingestão de líquidos está provocando, sobretudo no verão, um aumento nos casos de cálculo renal.  Um sinal indicativo de que a pessoa pode estar com a formação do cálculo é a tonalidade da urina, que deve ser sempre clara. Se tiver com um amarelo mais forte, a urina está concentrada e isso facilita o surgimento das pedrinhas. Em 85% dos casos diagnosticados, o tamanho dos cálculos é pequeno e pode ser dissolvido e expelido com o uso de medicamentos e dieta. Entre as pessoas mais suscetíveis a ter problemas de cálculo renal estão os obesos, por apresentar mais cálcio e ácido úrico na urina. Quem consome frutos do mar em excesso também são potenciais candidatos.

beber-agua-350

Cálculo Renal, o que comer?

 

images (7)

A alimentação mais indicada em caso de crise renal é a dieta líquida, pois ela é de fácil digestão e aumenta a produção de urina, fundamental para a saída do cálculo renal. Recomenda-se uma alimentação à base de sopa de legumes amassados, caldos, suco de frutas naturais e chás. Deve-se evitar o consumo de alimentos ricos em cálcio como o leite e o iogurte pois eles favorecem a formação de cálculos renais de cálcio.

Assim, o cálculo deverá mover-se pelas vias excretoras, até que seja completamente eliminado pelo organismo através da urina. Esta situações pode demorar horas e quanto mais líquidos o indivíduo tomar, menos tempo de sofrimento terá.

Durante a crise renal o indivíduo deverá permanecer de repouso e não deverá realizar nenhum tipo de esforço ou atividade física pois a atividade física não irá facilitar a saída da “pedra”.

Os homens podem ter candidíase ?

A inflamação da glande do pênis (Balanite) por candidíase (Fungos) é uma doença relativamente comum em climas quentes e úmidos, mais freqüentemente presente em homens não circuncidados. Não é considerada exatamente como uma doença sexualmente transmissível, mas a relação sexual, devido ao atrito, pode irritar ainda mais a glande, piorando a inflamação.

download

Causas
• Má higiene local
• Umidade local prolongada como, por exemplo, a permanência com roupas molhadas em sítios, banhos, lanchas e etc.
• Diabetes
• Coitos anais desprotegidos
• Presença de fimose
• Uso prolongado de antibióticos

Tratamento
O tratamento é a base de medicamentos antifúngicos, podendo ser associado um creme com corticosteróide, sempre por curtos períodos de tempo. Devemos incluir, também no tratamento, a eliminação de agentes irritativos (interromper relações sexuais durante o tratamento), higiene delicada e constante da região podendo, às vezes, ser necessária a aplicação tópica de antibióticos. A retração do prepúcio e secagem com ventilação ou secadores de cabelo ajudam bastante, pois os fungos gostam de locais quentes e úmidos. Em casos recorrentes pode ser necessária a circuncisão. É muito importante que a parceira também seja tratada adequadamente com o ginecologista.

Prevenção
• Manter a glande e prepúcio sempre limpo e seco.
• Lavar o pênis 2 vezes ao dia e secar adequadamente.
• Antes de urinar, o prepúcio deve ser retraído e no final pode ser enxugado com papel higiênico para evitar o acúmulo de urina na região
• Não esquecer que após as relações sexuais o pênis deve ser lavado e secado.
Não se esqueçam O fungo deve ser sempre tratado e pode ser evitado